O que você precisa saber sobre a depressão

Tempo de leitura: 3 minutos

O que você precisa saber sobre a depressão
O que você precisa saber sobre a depressão

Tristeza, pessimismo, variação constante de humor, falta de vontade, baixa autoestima. Esses sentimentos tão ruins e, ao mesmo tempo, tão presentes na vida da sociedade atual, podem indicar uma doença cada vez mais comum: a depressão.

Considerado o mal do século, a depressão atinge cerca de 350 milhões de pessoas no mundo, segundo a OMS (Organização mundial da saúde). No Brasil, estima-se que uma a cada dez pessoas sofram deste mal. Mas, afinal, o que é a depressão?

O que é depressão? Como tratá-la?

Antes de tudo, a depressão é uma doença. No entanto, por ser uma espécie de transtorno mental, sem sintomas físicos (como feridas, dores etc), as pessoas têm dificuldade em admitir que possam estar depressivas e que precisam procurar ajuda. Essa falta de informação, ou mesmo preconceito, faz com que muitas vezes os casos se agravem de forma assustadora e, quando procuram ajuda especializada, esses doentes precisam enfrentar um tratamento mais longo e forte, geralmente a base de remédios chamados antidepressivos.

Outro grande problema da depressão é que seus sintomas são facilmente confundidos com situações comuns ao dia a dia das pessoas, afinal de contas ninguém está sempre de bem com a vida, não é mesmo? Tristeza, falta de vontade, variação de humor, dificuldade para dormir e falta de concentração, para citar alguns exemplos, normalmente não levariam alguém ao médico, mas quando esses sintomas forem parte da rotina do ser humano e começarem a afetar, de forma negativa, o seu dia a dia, é bom prestar atenção e procurar ajuda o quanto antes, para evitar consequencias mais graves.

Segundo critérios definidos pela OMS e outras instituições médicas, para ser considerado depressivo, o paciente precisa apresentar pelo menos cinco sintomas do transtorno, sendo que um precisa ser relacionado a tristeza, pensamentos negativos ou falta de vontade de viver. Os outros, podem variar de acordo com o paciente. Além disso, esses sintomas precisam ser sentidos durante a maior parte do dia, daí a importância de prestar atenção em seu comportamento e observar a evolução do quadro ao longo dos dias.

Um dos grandes perigos da depressão, é que ela pode levar a fatores de risco como aumento ou diminuição do peso, problemas cardíacos, baixa da imunidade, entre outros. A ciência ainda tem muito a descobrir sobre essa temida doença, mas estudos recentes apontam para uma imensa cadeia de problemas que podem ser agravados em pacientes depressivos.

Além dos tratamentos convencionais, a base de medicamentos prescritos pelo psiquiatra, quem sofre de depressão deve também cuidar da mente para evitar uma recaída quando o tratamento acabar. Nesse sentido, a hipnose torna-se uma importante aliada no combate e prevenção à depressão. Com técnicas pontuais e assertivas, o hipnólogo é capaz de desenvolver um trabalho focado na inteligência emocional, transformando sentimentos ruins e devolvendo a qualidade de vida e a autoconfiança aos pacientes.

A Hipnose auxilia no tratamento de depressão, com ótimos índices de resultados positivos!

Se você se interessou pelo assunto e precisa de ajuda, você poderá agendar seu atendimento presencial ou online, ou ainda adquirir uns dos produtos de minha loja. Tudo para que você possa mudar seus hábitos e adquirir mais saúde.

Tem dúvidas? Me chame no whastapp 48 98829.9058

Abraços

Hipnólogo Fabiano Amorim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.